6 dados demográficos sobre a população do Amapá

população do amapá

A história da região que hoje conhecemos como Amapá remonta, pelo menos até onde os arqueólogos puderam descobrir, a 2.000 anos atrás. Nessa época, a população era constituída por uma comunidade amazônica complexa, com suas moradas megalíticas — tipos de construções do período neolítico.

Entre esse período e a época das colônias, o que se sabe é pouco: a região pertenceu ao espanhol Francisco de Orellana, morador da Andaluzia. Um pouco depois, chamou-se Cabo do Norte e foi área de responsabilidade francesa. Por fim, passou às mãos de Bento Maciel Parente, com o nome Capitania do Cabo do Norte, sendo reconhecida, daí por diante, como território brasileiro.

Seu povoamento ocorreu, principalmente, a partir do século 19. Com o tempo, as primeiras características econômicas da região foram ganhando forma: o extrativismo mineral do ouro, caulim, manganês, minério de ferro, além da extração mineral da madeira, agropecuária e indústria.

Abaixo, separamos alguns dados demográficos para você, que pretende viver e estudar em Macapá ou em qualquer outra cidade do estado do Amapá. Continue a leitura e conheça o povo do Amapá!

1. Qual é a população do Amapá

Segundo o Censo do IBGE, o Amapá tem cerca de 751 mil habitantes. A densidade demográfica (número de habitantes divididos pela área total do estado) é de menos de 4,7 por quilômetro quadrado — o que, para a média brasileira, pode ser considerado um índice bem baixo.

A extensão territorial do estado é de 142.827,897 quilômetros quadrados. O Amapá detém uma das maiores médias nacionais de urbanização: quase 90% da população total do estado vive em cidades, o que dá a entender que os efeitos do êxodo rural na Região Metropolitana são drásticos.

Para que se tenha uma ideia da proporção desses números, mais ou menos metade das pessoas do Amapá vive na capital, Macapá. A maior parte dos residentes no estado se declara parda (74,4%), mas há também número expressivo de negros e brancos na região. Segundo o último censo, a população indígena está em 0,8%.

2. Número de homens e mulheres

A proporção entre homens e mulheres no estado reflete a média nacional, mas o Amapá apresenta um dado curioso: no estado: as mulheres ganham cerca de 7% a mais que os homens. Isso somente se repete em Roraima.

Os números nacionais dão conta de uma situação muito diferente: na média brasileira, os homens recebem quase 23% a mais que as mulheres. Os gêneros, nessa região do Norte do país, estão numericamente equilibrados no que diz respeito à quantidade: 505.570 do sexo masculino e 505.254 do sexo feminino.

No entanto, espera-se que o número de mulheres supere o de homens pela primeira vez em 2030. Também é estimado que, nesse ano, os habitantes amapaenses superem a casa de 1 milhão de pessoas. O crescimento demográfico do estado fica acima da média nacional.

3. Idade média da população

O amapaense é jovem mesmo quando comparado ao resto da população brasileira. Hoje, a média de idade do morador desse estado é de 25 anos, mas há dados que dão conta de que sua população deve envelhecer até 2030. Ainda assim, é possível especular que boa parte dessa população está saindo do da faculdade e procurando empresas para trabalhar em Macapá.

4. Nível social e econômico

O melhor e mais confiável critério para medir o nível social e econômico de uma população é o seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH). E no caso do Amapá, ele é considerado alto: 0,903. Um número bem maior que a média nacional, que é de 0,699.

Trata-se de um crescimento recente, e esses números são ainda mais expressivos quando a capital do estado é considerada sozinha. Pode-se dizer que buscar por faculdades particulares em Macapá, por exemplo, é um ótimo investimento para quem busca aliar qualidade de vida e oportunidades de trabalho.

5. Quantidade da população que é formada

O último estudo que examinou o número de pessoas formadas no estado do Amapá é de 2016. À época, a maior parte dos amapaenses ainda apresentava apenas o ensino médio: só 41,4% das pessoas com 25 anos ou mais tinham curso superior. Os estudos superiores completos eram mais frequentes em mulheres (19,6%) do que em homens (14,7%).

Essa defasagem parece ter sido percebida, uma vez que, nos últimos anos, diversas opções de faculdades têm aparecido, especialmente na capital Macapá — que, como vimos, concentra a quase totalidade da população do estado. É o caso da Faculdade de Macapá, com seus cursos semipresenciais e online, qualidade e excelência no ensino.

Como veremos no próximo tópico, a baixa proporção de profissionais qualificados deixa um vácuo no mercado de trabalho, já que a indústria do estado tem grande demanda por colaboradores com diploma superior.

6. Empregabilidade no Amapá

O PIB industrial do Amapá em 2019 foi de 1,5 bilhão de reais, divididos entre:

  • construção;
  • serviços básicos;
  • extração e preparo da madeira;
  • extrativismo mineral;
  • alimentos.

Sendo a indústria apenas uma das possibilidades de emprego para quem se formar no estado, é possível imaginar a grande demanda por profissionais qualificados.

Se optar por fazer um curso superior no Amapá, você estará apto a atuar nesse mercado, tendo como diferencial o fato de residir no estado, ao contrário de muitos profissionais que vêm de outras regiões — sobretudo a Sudeste — para preencher essas vagas.

Por isso, venha para a FAMA! Temos formas de ingresso facilitadas, a possibilidade de fazer o vestibular online e benefícios, como o Portal do Aluno e o Canal Conecta. Isso sem falar na infraestrutura de excelência e professores altamente capacitados.

O que esses dados demográficos sobre a população do Amapá nos mostram é que regiões como essa apresentam enorme potencial industrial e econômico, mas não costumam ser muito visadas pelos profissionais. Isso gera uma carência por mão de obra qualificada e transforma economias geralmente esquecidas em um excelente local para construir uma carreira.

Se você gostou desses dados e das análises que fizemos, não deixe de compartilhar este conteúdo nas suas redes sociais. Assim, você espalha as boas notícias e pode discutir com amigos quais são as melhores opções de formação para trabalhar no estado do Amapá!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos fama

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.