Qual é o PIB do Amapá e quais mercados mais contribuem?

pib do amapá

Você já reparou que uma cena bastante comum nos noticiários é que quando há reportagens a respeito da economia de um país, frequentemente os jornais comentam sobre a situação do PIB? Pois é, essa sigla, de fato, tem muita importância para o desenvolvimento nacional, uma vez que é um índice demonstrativo da intensidade da produção interna e do quanto impacta a vida das pessoas.

Para que você entenda melhor o quanto esses dados são importantes, dedicamos este post a explicar o que é a sigla e comentar sobre o PIB do Amapá, que vem apresentando resultados excelentes e demonstrando o quanto o estado está crescendo. Fique de olho e saiba como utilizá-lo para definir suas escolhas profissionais!

O que é o PIB e qual sua importância?

PIB é a sigla para Produto Interno Bruto. Trata-se de uma medida de valor que representa, em dinheiro, o quanto uma região produziu durante um período de tempo. Entram nessa conta bens e serviços, produtos finais que vão para o consumidor, investimentos e gastos do Governo. O objetivo é mensurar o quanto um país, estado ou cidade está produzindo, e à medida que a produção aumenta, maiores são o consumo e as oportunidades de negócio.

Todos os países calculam seus PIBs nas suas moedas nacionais. Além disso, é possível calculá-lo de forma bruta ou per capita — por cabeça. Isso quer dizer que se cada brasileiro recebesse igualmente uma fatia do valor alcançado, teríamos um valor individual. Para exemplificar, de acordo com as últimas medições, o PIB Brasil atualmente é de R$6,9 trilhões de reais (2018). Já o PIB per capita ficou em 31.833,50 (2017).

Como o PIB é calculado

O cálculo do PIB é complexo e envolve várias fontes de pesquisa, como IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Banco Central, dados da Indústria, Comércio, Serviços etc. Leva em conta três métodos, cujos resultados encontrados devem ser os mesmos. São eles:

  • Riqueza: soma dos valores de tudo o que foi produzido (resultados da Indústria, Agronegócio e Serviços).
  • Demanda: soma dos valores de tudo o que é comprado (consumo das famílias, dos governos, investimentos e exportações);
  • Renda: soma de todas as remunerações (salários, aluguéis, lucros).

Agora que você entendeu o que é PIB, chegou a hora de saber em detalhes do PIB do Amapá e por que essas região está despontando como uma economia promissora no país!

Qual o PIB do Amapá?

O PIB do Amapá foi calculado em R$15,48 bilhões, segundo os dados de 2017 divulgados pelo IBGE ― alta após a queda de 4,9%, registrada no ano anterior. Esse crescimento de 1,7% superou a média nacional, fixada em 1,3%. Hoje, o estado ocupa 25ª posição no ranking nacional e representa 0,2% do total arrecadado no país. O PIB per capita é de R$ 19.405,11.

Uma curiosidade é que 90% do PIB estadual está concentrado em 6 dos seus 16 municípios. Veja o ranking:

  • Macapá (capital): R$ 9,2 bilhões
  • Santana: R$ 1,8 bilhão
  • Laranjal do Jari: R$ 780 milhões
  • Oiapoque: R$ 353 milhões
  • Ferreira Gomes: R$ 348 milhões
  • Porto Grande: R$ 315 milhões

Mesmo não sendo um PIB tão robusto como São Paulo, Rio de Janeiro ou Brasília, o Amapá é um estado que tem várias razões para sorrir ao enxergar seu PIB, isso porque a economia da Região Norte — bastante afetada pela crise que assolou o país — deu fortes sinais de recuperação e está se expandindo a passos largos.

Quais mercados contribuem para o PIB da região?

O IBGE também revelou que três setores principais impulsionam a economia e impactam o crescimento do PIB do Amapá. Confira quais são eles!

Agronegócio

O agronegócio representa 4,3% do PIB do Amapá. A nova rota de grãos, o preço das terras amapaenses, infraestrutura de estradas e a adequação dos terminais fluviais de Santana facilitaram a exportação de produtos de alimentos oriundos do agronegócio e facilitaram a logística de transporte de grãos. As áreas mais desenvolvidas são:

  • agricultura, com ênfase para a soja;
  • pecuária, principalmente no caso da criação de aves;
  • produção florestal, pesca e aquicultura.

Indústria

A participação da Indústria corresponde a 10,7% do PIB amapaense. As exportações industriais representam 0,2% das exportações brasileiras. Cinco setores, juntos, correspondem a 94,5% da movimentação industrial no estado, de acordo com o Portal da Indústria. São eles:

  • serviços industriais de utilidade pública;
  • construção;
  • madeira;
  • alimentos;
  • minerais não metálicos.

Comércio e serviços

O setor de Comércio e Serviços, por sua vez, ocupa a maior composição do PIB do Amapá, com 85,8% da economia. Os segmentos de maior destaque são:

  • administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social;
  • alojamento e alimentação;
  • atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados;
  • atividades imobiliárias;
  • atividades profissionais, científicas e técnicas, administrativas e serviços complementares;
  • artes, cultura, esporte e recreação e outras atividades de serviços;
  • comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas;
  • educação e saúde privadas;
  • informação e comunicação;
  • serviços domésticos;
  • transporte, armazenagem e correio.

Como usar esse dado a favor da carreira?

Conhecer o PIB do Amapá tem importância vital se você deseja investir em sua carreira na região. Como você pôde ver, a economia está em pleno crescimento, o que expande o mercado de trabalho no estado.

Se você ainda está em dúvida sobre qual carreira seguir, saiba que alinhar sonhos pessoais e aptidões às demandas do mercado é um grande facilitador para definir o trajeto rumo ao sucesso profissional, evitando frustrações.

Isso porque a faculdade é um investimento que não pode ser jogado fora, afinal, tempo, dinheiro e dedicação estão envolvidos. Sendo assim, suas escolhas devem ser muito bem calculadas — e é aqui que a FAMA entra! Além de oferecer um ensino de qualidade e infraestrutura adequada a todos os alunos, preparamos o seu caminho para que consiga ingressar no mercado de trabalho por meio do canal Conecta.

A Região Norte, de forma geral, registra carência de profissionais em diversas áreas. Então, uma dica importante é analisar as áreas mais representativas do PIB do Amapá e quais delas estão precisando de mão de obra qualificada. A partir disso, reflita sobre seus objetivos, gostos e habilidades, e veja como é possível unir a empregabilidade a um curso superior que tem totalmente a ver com você!

Gostou deste post? Então, não vá embora sem curtir nossa página no Facebook e fique por dentro de vários conteúdos exclusivos sobre profissões e mercado!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos fama

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.