Um panorama sobre a economia da Região Norte do Brasil

economia da região norte

Conquistar um espaço de destaque no mercado de trabalho é sonho de muitos. Especialmente nos períodos de crise econômica, no entanto, profissionais desanimam em relação à empregabilidade no país. É importante saber, por outro lado, que, mesmo diante desse contexto, é possível ter acesso a grandes oportunidades.

O Norte do país, por exemplo, já tem se apresentado melhor em inúmeros aspectos, mostrando-se capaz de absorver os trabalhadores. Cabe ao candidato estar atento às necessidades do mercado e procurar saber como está a economia da região Norte. Dessa forma, será possível identificar possibilidades e buscar a capacitação adequada.

Tendo isso em vista, e procurando facilitar o acesso a essas informações, desenhamos um panorama sobre a economia dos estados do Norte para que você se motive e encontre boas vagas de emprego. Confira!

Como anda a situação econômica da Região Norte?

A partir de 2013, uma extensa crise econômica se instaurou no país, afetando a indústria e inúmeras atividades econômicas da região Norte. Aos poucos, diante desse cenário, o mercado tenta encontrar saídas para se reaquecer. Os estados que compõem o Norte do país, por outro lado, têm se mostrado promissores na recuperação da crise.

Na contramão da desaceleração nacional, a região consegue manter um ritmo de crescimento importante. Para ter ideia, em 2017, mais de 50 municípios do Amazonas, maior estado do Norte, registraram crescimento no Produto Interno Bruto (PIB).

O caso não é isolado. Os estados que prometem se recuperar mais rápido dos impactos das sucessivas instabilidades econômicas estão, majoritariamente, localizados nas regiões Norte e Centro-Oeste. O Pará, por exemplo, é o menos afetado pela crise e acumula queda de somente 1,2% no biênio 2015/2016.

Quais são as principais fontes de economia da Região Norte?

A situação econômica da região Norte aponta para algumas atividades de destaque, que variam de estado para estado conforme as particularidades do mercado local. Confira os segmentos que mais contribuem para o desenvolvimento da região e entenda que áreas são promissoras para a atuação profissional!

Extrativismo mineral

O extrativismo mineral é predominante na região Norte do país, especialmente nas cordilheiras do sudeste do estado do Pará. O local, afinal, conta com jazidas de ferro que contribuem para cerca de 20% do PIB paraense.

Para ingressar nesse mercado de trabalho, independentemente do estado escolhido, profissionais se capacitam em áreas relacionadas, por exemplo, ao estudo do solo e à Gestão Ambiental.

O profissional que deseja trabalhar para essa indústria, no entanto, também pode buscar por áreas administrativas que permitam laborar em atividades estratégicas da empresa. Trata-se, inclusive, de um mercado promissor. Só em 2018, as exportações de minério de ferro cresceram 25,4% no Brasil.

Extrativismo vegetal e pecuária

A economia da região Norte do país também gira em torno das riquezas da Floresta Amazônica. Destaca-se, desse modo, na agricultura da soja, do cacau e de outros produtos de cultivo local. Além disso, também se caracteriza pela exploração da madeira e pela extensa atividade pecuarista.

O PIB do Amazonas, por exemplo, apenas no primeiro trimestre de 2019, totalizou R$ 24,72 bilhões. A agropecuária no estado representou, na soma das atividades, crescimento de 7,59% em relação ao primeiro trimestre de 2018.

O candidato que busca por oportunidades nesse segmento, em geral, deve se especializar em áreas voltadas para o manejo de animais e para o cultivo de plantas.

Indústria

Ao longo de uma década, a produção industrial no Brasil desconcentrou-se de regiões como Sudeste e Sul, tornando-se mais ativa no Centro-Oeste, no Nordeste e no Norte do país. Nesse contexto, entre 2001 e 2011, os estados do Norte elevaram cerca de 1,9 o ponto percentual de participação do PIB da indústria.

Os dados demonstram um avanço natural das regiões menos industrializadas no segmento. Ao longo do tempo, portanto, a ideia é que os mercados e as profissões relacionados à indústria sejam aquecidas nessas localidades.

Desse modo, para quem busca por oportunidades, apostar em áreas como Engenharia Mecânica pode ser significativo para evoluir em profissões promissoras no mercado.

Turismo

O Norte do país conta com inúmeros pontos turísticos que, todos os anos, atraem viajantes, aventureiros e pesquisadores. Dessa forma, uma significativa parcela dos estados que compõem a região tem sua economia impulsionada pelo turismo.

Rotas famosas como o Polo Amazônico (AM), o Jalapão (TO) e Alter do Chão (PA) fazem redes de hotelaria, de gastronomia e de assistência ao turista gerarem empregos e contribuírem para o aumento PIB estadual.

Pensando nisso, inclusive, programas governamentais de fomento são implementados. O Ministério do Turismo, por exemplo, anunciou em 2019 que a região Norte será contemplada pelo programa Investe Turismo. A ideia é levar um pacote de ações para acelerar o desenvolvimento e elevar a competitividade em rotas estratégicas.

Quais são os empregos mais procurados na Região Norte?

Como visto, apesar da expressiva reação, a economia no Norte do Brasil ainda busca se recuperar das sucessivas crises atravessadas pelo país a partir de 2013. Diante desse cenário, empresas buscam por profissionais que atuem em setores estratégicos, de modo a alavancar a empresa no mercado e conseguir resultados positivos.

O profissional que apresenta graduação em Administração, Ciências Contábeis ou curso técnico em Recursos Humanos, por essa razão, pode se deparar com grandes possibilidades. Além disso, tendo em vista o extenso mercado agropecuarista nos estados, o candidato também pode buscar cargos relacionados ao estudo do ambiente.

A busca por profissionais capacitados para a Engenharia Ambiental, por exemplo, é reflexo de uma cultura de exploração sustentável, que procura preservar todo o ecossistema e as áreas naturais.

Vale lembrar que estudantes voltados à tecnologia e à automação também têm sido requisitados no mercado, tendo em vista o papel fundamental dessas ferramentas na otimização da gestão industrial.

Observar as demandas e as peculiaridades da economia da região Norte é fundamental para saber identificar oportunidades e conquistar um espaço de destaque no mercado. Além de estar atento aos segmentos, no entanto, é importante buscar a capacitação adequada que permita ter acesso às boas vagas disponíveis.

Nesse sentido, a graduação é um passo importante para que o candidato possa ter reconhecida, diante do empregador, a sua capacidade de contribuir para os resultados da instituição.

E então? Gostou das nossas dicas? Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais para que mais pessoas tenham acesso a um panorama sobre a economia da região Norte!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

cursos fama

Dê mais um passo na direção da carreira dos seus sonhos !

Assine nossa Newsletter e receba nossos artigos em primeira mão!

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.